Com infinitas cores e inspirações, Tenda do Artesanato é “ponto de encanto” do Festival de Inverno de Bonito

Campo Grande (MS) – Infinidades de cores, formas e inspirações. A Grande Tenda que receberá as peças do artesanato brasileiro no 18º Festival de Inverno de Bonito – entre os dias 27 e 30 de julho – será uma amostra da imensa criatividade e do encanto que esta arte desperta. E claro, a entrada é gratuita.

A grande tenda contará com três espaços definidos: o Artesanato de Mato Grosso do Sul, representado pelas associações locais, o Artesanato Alagoano, da Associação AsCabras e de associações que representam os artistas bonitenses.

O Artesanato de Mato Grosso do Sul retrata nossos costumes, tradições e diversas referências culturais. O estande estará repleto de peças produzidas com matérias primas presentes em nosso Estado e que manifestam a criatividade e a identidade cultural do povo sul-mato-grossense.

As peças emergem temas referentes ao Pantanal, às populações indígenas, ao intercâmbio cultural favorecido pelas fronteiras com Paraguai e Bolívia, bem como pelo movimento migratório de várias partes do país e do mundo.

Foto: Edemir Rodrigues

Os recursos naturais abundantes são traduzidos em peças de madeira e fibras vegetais que se transformam em abajures, bandejas, luminárias, fruteiras, cestos, além de trabalhos em cerâmica como utensílios domésticos e esculturas cujas imagens marcam fortemente a nossa identidade numa linguagem diferenciada e surpreendente.

Também elementos que fazem parte de um cenário mais regional, como o pilão, gamelas, cabaça, bancos, carro de boi e trabalhos em couro são perpetuados pelas mãos hábeis de grandes artesãos do Estado e apreciados por pessoas de todas as partes do mundo que visitam esse tipo de evento.

Produzidas por artesãos ligados a cinco entidades representativas, as peças têm origem em diversos municípios, como Caarapó, Jardim, Naviraí, Bodoquena, Miranda, Corumbá, Três Lagoas, Campo Grande e Rio Verde.

Foto: Edemir Rodrigues

Já arte popular do Artesanato Alagoano vem dos antepassados, embelezam o presente e, de tão rica, contará, com as mãos e o talento, a história do futuro. As inúmeras matérias-primas ganham uma importância especial quando estão nas mãos de artistas de talento ímpar. Seja nas fibras, muito utilizadas pelos índios; na madeira, tão abundante em nossas florestas; ou até nos fios e tecidos, que ganham desenhos e cores pelas rendeiras e bordadeiras.

O artesanato é um dos maiores patrimônios do Estado. É a cultura alagoana materializada pelas mãos do povo. Mais do que um negócio, a história de Alagoas se confunde com os mestres e as suas belas obras.

Divulgação / Governo de Alagoas

A diversidade e a qualidade da produção em Alagoas é incontestável. O Estado conta com mais de 13 mil artesãos cadastrados no Sistema de Informações do Artesanato Brasileiro. A serviço deles, os bens que a natureza oferece recebem um carinho especial e se transformam em pura cultura local.

Acervo / Governo de Alagoas

O estande contará também com peças de artistas de Bonito, que refletem as influências e utilizam as matérias primas locais.

Uma expedição da Associação para o Comércio de Artesanato Brasileiro (AsCabras) também estará presente. É formada por um grupo de lojistas que trabalha em conjunto para criar ações que visam incrementar e desenvolver o mercado de arte popular e artesanato brasileiros.

Daniel Reino

Serviço: A Grande Tenda do Artesanato no Festival de Inverno de Bonito ficará aberta de 27 a 30 de julho (dia 27, das 17h30 às 22 horas e nos demais dias das 9h às 22 horas), sempre com entrada franca.