Filme em cartaz no MIS aborda sensibilidade no tratamento da dependência química

Campo Grande (MS) – Totalmente gravado na Capital, o filme “Para Todo Mal”, dirigido pelo ator Elder Gattely é a atração deste domingo (3 de fevereiro) do Museu da Imagem e do Som da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul. A exibição de lançamento do curta-metragem é gratuita e acontece a partir das 19 horas.

Com fotografia impecável e um olhar sensível e humano, o filme retrata a história de superação de um dependente químico contra uma doença estigmatizada e de permanente vigilância.

A história – que utiliza Campo Grande e uma clínica especializada como cenários e inspiração – abrange o tratamento e possibilita reflexões sobre questões e preconceitos que cercam a dependência química.

Além da estreia no MIS, “Para Todo Mal” também será exibido nesta sexta, às 19 horas, no Plenarinho da Câmara Municipal de Campo Grande. Também com entrada franca. Em ambas as sessões estarão presentes os produtores Jorge Nahabedian e Cristhiano Felice, o diretor Elder Gattely e todo o elenco.

Mais informações podem ser obtidas com Jorge Nahabedian pelo telefone (67) 99271-8532.

Confira o Trailler