Museu da Imagem e do som de Mato Grosso do Sul – MIS/MS

Com a missão “Preservar a memória, educar para o futuro”, o Museu da Imagem e do Som (MIS), unidade da Fundação de Cultura do Estado de Mato Grosso do Sul, tem por finalidade preservar os registros que compõem a memória visual e sonora sul-mato-grossense. O acervo do MIS conta com mais de 8.000 mil itens entre fotografias, filmes, vídeos, cartazes, discos de vinil, objetos e registros sonoros.

No último ano, a coordenação do MIS tem contemplado processos e meios híbridos, ao invés de produzir unicamente eventos a partir de suportes convencionais (fotografia, cinema, vídeo), com o objetivo de integrar as expressões artísticas por afinidades ou contrastes poéticos, encontrando lógicas internas que possam costurá-las com outras sutilezas de leitura.

Programas como Amplificadores de Cultura, Cultura em Situação, Cinema no Museu e Exposições Temporárias promoveram, por meio de estratégias educativas, o acesso aos bens culturais que formam a identidade sócio-histórica do Estado.

Além disso, desde a sua criação, o MIS tem desenvolvido ações museológicas no sentido de contribuir com a formação e a difusão de conhecimento no Estado, oferecendo à comunidade uma programação diversificada que compreende palestras, oficinas, cursos, seminários, mostras de cinema e exposições.
.::Destaques de 2011::.

Reinauguração do MIS

O Governo de Mato Grosso do Sul, por meio de sua Fundação de Cultura (FCMS), reinaugurou, no dia 3 de maio de 2011, o Museu da Imagem e do Som (MIS).

No evento, que teve a participação do governador do Estado e homenageados, foi apresentada ao público a conclusão dos projetos de Adequação das Áreas de Salvaguarda do Acervo, Implementação da Sala de Projeção e criação da Sala de Exposição, ambos realizados com o apoio do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e contrapartida do governo estadual.
Exposições Audiovisuais

O MIS estreou suas novas instalações com a produção de cinco exposições audiovisuais / videoinstalações pioneiras e inéditas no Estado, realizadas em parceria com artistas e colaboradores diversos.
Todas tiveram grande repercussão ao longo do ano de 2011, sendo elas: “Os Pioneiros – a origem da música sertaneja de MS”, “Memória Fotográfica de Campo Grande por Roberto Higa”, “Me=morar”, “História de T. Lídia Baís” e “Exposição Audiofotográfica Saudades do Brasil… em 1000 pedaços”.
Os Pioneiros – A Origem da Música Sertaneja de Mato Grosso do Sul

A reinauguração do MIS contou com uma exposição audiovisual muito especial: Os Pioneiros – A Origem da Música Sertaneja de Mato Grosso do Sul, baseada na obra homônima do jornalista Rodrigo Teixeira, com trilha sonora do Projeto “Memória Fonográfica de MS”, dos pesquisadores Carlos Luz e Ismael Sprandel. Foto 3 (arte Os pioneiros)
Videoinstalação / Videodança Me=Morar: o corpo em casa

Realizada em parceria com o Núcleo de Dança da FCMS, a videoinstalação Me=morar: O corpo em casa é uma produção em dança, por meio do audiovisual, criada entre corpos, memória e sentidos. Composta por doze (12) telas diferentes que exibem cenas autônomas do espetáculo homônimo, proporciona ao expectador o transitar pela espetáculo original, produzido pelo Coletivo Corpomancia e encenado primeiramente nos cômodos de uma casa abandonada da antiga Rede Ferroviária da capital sul-mato-grossense, cenário perfeito para sua produção. O resultado da fusão entre tecnologia, pesquisa e dança instigavam os visitantes a refletir sobre emoções como tristeza, solidão, desamparo, abandono, entre outros temas. A exposição integrou os eventos da 9.ª Semana Nacional de Museus que aconteceu entre os dias 16 e 20 de maio com o tema Museu e Memória. Foto 4 (Me=Morar)
Exposição Memória Fotográfica de Campo Grande por Roberto Higa

Com o objetivo de homenagear a capital do Estado em seu aniversário e relembrar o olhar sensível e experiente do fotógrafo Roberto Higa, o MIS realizou em agosto a exposição Memória Fotográfica de Campo Grande por Roberto Higa. Participaram da mostra fotografias ímpares que retratavam arte, cultura, cotidiano, esportes, política e personalidades, desvelando assim parte importante da história da capital. A exposição aconteceu de 09/08 a 06/09. Foto 5 Higa
Exposição Audiofotográfica Saudades do Brasil… em 1000 pedaços

A Exposição Audiofotográfica Saudades do Brasil… em 1000 pedaços foi o resultado dos registros feitos pelos pesquisadores espanhóis da Universidade Autônoma de Barcelona, Angel Rodrigues e Norminanda Montoya, no ano de 2008 e 2009.
Durante suas inúmeras viagens e materiais coletados, os pesquisadores resolveram desenvolver uma exposição que retratasse a beleza brasileira, com seus sons e imagens. No total foram feitos trezentos registros fotográficos em cem locais diferentes, com a intenção de, segundo os idealizadores “demonstrar as diferenças entre as belezas naturais do Brasil e diminuir os preconceitos em relação ao Brasil no exterior.” A Exposição Audiofotográfica Saudades do Brasil… em 1000 pedaços aconteceu entre 11 a 16 de setembro no MIS. Foto 06 – Angel Rodrigues e Norminanda Montoyano sendo entrevistados para a imoressa – Alexandre Sogabe Foto 07 – Arte Saudades do Brasil

Videoinstalação História de T. Lídia Baís

Em comemoração a 5ª edição Nacional da Primavera de Museus, que em 2011 ocorreu entre 19 e 23 de setembro e teve o tema Mulheres, Museus e Memórias, o MIS de MS elaborou extensa programação, que teve como destaque a Mostra Audiovisual Lídia Baís.
A vídeo instalação contou a história da artista através de objetos, fotos, quadros, trilha e instrumentos musicais pertencentes originalmente a seu acervo pessoal, hoje distribuído entre MIS, MARCO e Museu Lídia Baís. Seu antigo quarto, na Morada dos Baís, serviu como locação. Tanto a trilha inicial como a final foram executadas e gravadas pela própria Lídia Baís, por meio de discos de 78 rotações hoje pertencentes ao acervo do MIS. A locução foi feita por Adelaide Barbosa Martins, sobrinha neta de Lídia.Foto 08- Arte Lídia Baís Foto 09 – Sobrinha Neta de Lídia Baís

Exposição Audiovisual Mato Grosso do Sul, da Imagem e dos Som

Em comemoração ao aniversário do Estado de MS, o MIS de MS reapresentou simultaneamente as exposições audiovisuais / vídeoinstalações: “Me=morar”, “História de T. Lídia Baís”, “Os Pioneiros – a origem da música sertaneja de MS” e “Memória Fotográfica de Campo Grande por Roberto Higa”, objetivando expor recortes da nossa história, arte e cultura em novos formatos adequados à contemporaneidade. A Exposição Audiovisual Mato Grosso do Sul, da Imagem e do Som aconteceu entre 3 e 7 de outubro.
Exposição Memória Pública da Companhia Mate Laranjeira

Celebrando os 34 anos de Mato Grosso do Sul, o MIS de MS abrigou a exposição “Memória Pública da Companhia Matte Laranjeira”, realizada pela socióloga Fabiane Medina em parceria com o Arquivo Público Estadual, com financiamento do Fundo de Investimentos Culturais de MS. A mostra reúne fotografias e documentos históricos que apresentam o que a Companhia representou no ciclo histórico do Estado. Foto 09.1 – Matte Laranjeira
Outras ações do MIS

6ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América Latina
Curso Básico de Fotografia Digital para Câmera Compacta
Curso Básico de Fotografia Digital para Câmera Reflex
Edital de Apoio à Produção de Obras Audiovisuais Inéditas de Curta-metragem
Festival Internacional de Vídeo & Dança – Dança em Foco
Festival Mix Brasil – Festival de Cinema da Diversidade Sexual
I Encontro das ABDs e Film Comissions do Centro-Oeste
II Encontro da RECOMUS – Rede de Cooperação Museológica de MS
Introdução ao audiovisual por meio de animação em Stopmotion
Laboratório do RUMOS Itaú Cultural – Jornalismo Cultural e Literatura
Mostra Cinema Nacional e Justiça Social
Mostra de Arte e Tecnologia _ FAT 3.0
Mostra Itinerante Rumos Itaú Cultural Cinema e Vídeo
Mostra Mato Grosso do Sul, da Imagem e do Som
Mostra Memória Fotográfica
Mostra Mulheres e Memórias de Mato Grosso do Sul
Mostra Pantanal
MS Mostra Regional de Videodança
Palestra A evolução das Mídias
Palestra do Setor Educativo do MIS
Palestra Fotografia e Memória
Palestra Memória Fonográfica de Mato Grosso do Sul
Palestra Salas de Sonhos – Memórias dos Cinemas de MS
Palestra sobre Museologia e Educação com Rafael Maldonado
Programa Amplificadores de Cultura
Semana pra Dança
Visitas Mediadas
.::Horário de Funcionamento::.

De segunda a sexta-feira das 7h30 às 17h30
.::Contatos::.

(67) 3316-9178

mis@fcms.ms.gov.br
.::Equipe Técnica::.

Coordenador: Rodolfo Ikeda

Gestora de Artes e Cultura: Ivone Maria Moreira da Silva

Gestora de Artes e Cultura: Suzana Barbosa Lima

Técnico em Cinema e Video: Edson da Silva “Profeta”

Técnico em Cinema e Video: Adriano dos Santos

Técnico en Cinema e Vídeo: João Eduardo Borges Benevenuto

Gestor de Artes e Cultura: Alexandre do Prado Sobage

Agente Condutor de Veículos II: Waldomiro Nantes