Atletas de Nioaque se destacam na Corrida de Inverno no último dia do FIB

Categoria: Geral | Publicado: domingo, julho 31, 2016 as 15:02 | Voltar

 

Segundo Lisandra Verde Selva, da organização da Corrida de Inverno realizada pela TV Record, a corrida deve ser incorporada na programação do Festival. “Quisemos conciliar saúde, arte e cultura. Muitos atletas vieram para conhecer o festival e correr a prova e muitos turistas vieram para o festival e aproveitaram para participar da corrida”, conta.

O vencedor do percurso de 5 km foi Geraldo Julião Junior, da cidade de Nioaque, com o tempo de 16minutos e 6 segundos. Ele corre há cinco anos e disse estar muito feliz com a vitória, mas cobra apoio do poder público. “Temos muitos atletas com potencial lá em Nioaque, mas sempre participamos das corridas por conta própria. Acho que os governantes poderiam incentivar os atletas, pois levamos o nome do município e do estado nas competições”.

No feminino, a primeira colocada do percurso de 5 km foi a corumbaense Beatriz Duarte, com o tempo de 21 minutos e 41 segundos.  Ela diz que começou a correr há apenas um ano e já está se destacando. “Hoje a corrida faz parte da minha vida e faço de tudo para conciliar com as minhas atividades diárias. Não largo esse esporte por nada”.

Nos 10 km masculino o vencedor foi outro atleta de Nioaque, Eurico Franco Soares. Franco Bala, como é conhecido, corre há 26 anos e fez a prova em 33 minutos e 58 segundos.  Aos 45 anos ele nem pensa em parar de correr. “Às vezes eu penso em parar, mas é mais forte que eu. Correr é uma grande felicidade e ganhar uma prova nesse lugar lindo que é Bonito é bom demais”.

Outro destaque foi a vencedora dos 10 km feminino, Gabriela Letícia Rocha, que completou a prova em 35 minutos e 50 segundos. Para ela, qualquer pessoa pode começar a correr, mas é importante a orientação de um profissional. “Correr faz bem pra saúde do corpo e da mente. É um vício do bem e deve ser encarada com responsabilidade, respeitando os limites do seu corpo. Nada melhor do que procurar a ajuda de um profissional de educação física e ter força de vontade para praticar esse esporte tão gratificante”, explica a douradense.

DSC_0367

 

Texto: Débora Bordin

fotos Eduardo Medeiros

Publicado por: amessias@fcms

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.