Em noite festiva, artesãos são homenageados pelas entidades do artesanato

Categoria: Artesanato | Publicado: domingo, março 20, 2022 as 10:07 | Voltar

Campo Grande (MS) – A noite deste sábado, 19 de março de 2022, dia em que é comemorado o Dia do Artesão, foi de muita festa no estacionamento do Shopping Campo Grande. As entidades do artesanato de Mato Grosso do Sul homenagearam os artesãos por ela escolhidos com o intuito de valorizar o trabalho dessas pessoas que enchem o nosso Estado de arte e carinho.

A gerente de Desenvolvimento de Atividades Artesanais da Fundação de Cultura de MS, Katienka Klain, deu as boas-vindas a todos e lembrou que o dia 19 de março é o Dia de São José, padroeiro dos artesãos: “São José nos abençoou com esta chuva maravilhosa como simbologia para deixarmos todas as dificuldades que enfrentamos durante a pandemia para trás e seguirmos em frente. Artesãos, existem associações e entidades lutando por vocês, contem conosco”.

A artesã Monique Klein, representando todas as entidades do artesanato, parabenizou a todos os artesãos pelo seu dia: “É uma emoção a gente poder comemorar um dia especial como hoje. Fazer artesanato é criar com as mãos o que está no coração. Nesta pandemia, muitos artesãos surgiram, novos empreendedores. O artesanato gera renda, tira as pessoas da ociosidade e gera cultura. O papel das associações entra na comercialização. É um orgulho enorme quando você recebe o reconhecimento pelo seu trabalho. Tenho orgulho de ser artesã, eu me vi florescer, eu renasci nessa profissão. Parabéns a todos e muito obrigada”.

Gustavo Cegonha, diretor-presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, cumprimentou a todos os artesãos presentes e expressou sua alegria em poder realizar a Semana do Artesão. “Gostaria de externar nossa felicidade em estar conseguindo realizar a 14ª Semana do Artesão de forma presencial. Este evento exterioriza o que temos de mais belo em Mato Grosso do Sul, que é o nosso artesanato. Só tenho a agradecer a todos vocês, ao Sebrae, ao Shopping Campo Grande, à Sectur. Parabéns a todos, muito obrigado”.

Foram homenageados na noite do Dia do Artesão (19 de março) os artesãos: Queila Raquel Mendes Cruz de Souza, Maria Auxiliadora Bezerra, Jonas Francisco dos Santos, pela Uneart; Marcos Ortiz, Dirce Vogliotti Banyasz, Rosenir Batista, pela Proarte; Maria Helena Pimentel, Francisca Anaide Rondon Valino, Indiana Antunes Marques de Araújo, pela Sinarte; Milena Maura Gonçalves de Abreu, Tatiana Freitas Cintra Otsurio, Beatriz de Fátima Soares, pela AME; Aparecida Nogueira Damasceno Costa, Luzia Lucimar Costa Mello, Alice Sales Trany, pela Artems; Auriana Oliveira Mendes, Rosemeire Moura Aguirre, Margarida Maria Ajala Odakura, pela Praça dos Imigrantes; Rejane Nascimento Figueira, Regina Zotta Gutierrez, Jolia Maria da Costa Felix, pela AACGMS, e as entidades: Associação de Mulheres Rurais e Empreendedoras de Santa Terezinha – Itaporã, Associação de Arte e Artesanato Vale da Esperança, de Caarapó e Associação de Mulheres do Acertamento Juncal (Amaju), homenageadas pela Fenarte.

Um dos homenageados, o pirografista Marcos Ortiz, afirmou que o artesanato é a sua vida: “É bem bacana sermos homenageados aqui, pois além de um currículo para nós, é um reconhecimento, você está levando a história do seu Estado com o seu trabalho. Hoje o artesanato me proporciona conhecer vários lugares no país. Não foi fácil, mas eu persisti e hoje eu estou num patamar que dá para viver muito bem”.

Maria Auxiliadora Bezerra, homenageada pela Uneart, disse que ficou muito contente quando soube que ia ser homenageada. “Tem bastante artesãos aqui, eu fiquei contente por ser escolhida mais por ser índia, e é um reconhecimento da associação ao nosso trabalho. Como índia terena, a arte não está, a arte nasceu junto. Eu faço de cerâmica a brincos, colares, é um leque muito grande, e o que não é típico indígena eu coloco a identidade do meu povo”.

Rosenir Batista, homenageada pela Proarte, disse que a homenagem foi muito emocionante. “Ainda bem que não me colocaram para falar porque eu não ia conseguir. Eu como indígena nunca saí da aldeia, sou um bicho do mato, tem muitas palavras que não entendo em português porque na minha aldeia sempre falamos na nossa língua. Graças a Deus cheguei até aqui, tenho orgulho de fazer artesanato porque minha mãe e minha avó me ensinaram. Nunca pensei estar no meio de tanta gente!”

A 14ª Semana do Artesanato continua neste domingo, dia 20 de março, com Feira de Artesanato, Exposição, oficinas e show com Chicão Castro, às 16 horas, e com Filhos dos Livres, às 19 horas, no estacionamento do Shopping Campo Grande. A entrada é franca. Venha fazer parte desta grande festa e traga seus amigos e toda a família!

Fotos: Daniel Reino

Publicado por: Karina Medeiros de Lima

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.