Nota pública do Conselho Estadual de Cultura de MS contra a barbárie

Categoria: Geral | Publicado: terça-feira, agosto 22, 2017 as 17:17 | Voltar

O Conselho Estadual de Cultura de Mato Grosso do Sul lamenta a morte da jovem musicista Mayara Amaral e manifesta apoio à sua família. Diante de um caso de tamanha brutalidade, compreendemos, mais do que nunca, a necessidade e a urgência de promovermos políticas públicas que venham a problematizar a fundo e a promover ações eficazes voltadas à erradicação da violência contra a mulher em nossa sociedade. A responsabilidade do governo e dos agentes culturais, nesse contexto atravessado por inúmeros casos de homicídios praticados contra indígenas, mulheres, negros, pobres e LGBT, é promover ações contínuas de formação que venham a sensibilizar o olhar do sul-mato-grossense em meio às suas relações sociais. Acreditamos no potencial da arte e da educação para promover essa transformação e por isso não mediremos esforços para construirmos, coletiva e democraticamente, debates, seminários, apresentações artísticas e diversos outros tipos de ações que venham a contribuir para formação de uma comunidade mais justa, tolerante e solidária. Não permitiremos que esse tipo de barbárie venha a ser banalizada. Mayara jamais será esquecida. A justiça, em seu nome, representa todas as mulheres de Mato Grosso do Sul.

Athayde Nery de Freitas Junior

Presidente do Conselho Estadual de Cultura de Mato Grosso do Sul

Publicado por: Gisele Colombo

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.